Julgamento dos responsáveis da Igreja Universal em Angola prossegue hoje

Igreja Universal (Foto: Pedro Parente)
Igreja Universal (Foto: Pedro Parente)
Igreja Universal (Foto: Pedro Parente)

O julgamento dos seis responsáveis da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola acusados de envolvimento na morte de dez pessoas, em Dezembro de 2012, quando pretendiam assistir a um culto denominado ” Vigília da virada – Dia do Fim”, reacta hoje, quinta-feira, depois de um dia de suspensão.

Uma fonte afecta ao Tribunal Provincial de Luanda informou à Angop que a suspensão deveu-se a indisponibilidade do representante do Ministério Público, a procuradora Imanjar Furtunato, por razões de saúde

A sessão de julgamento decorre no Palácio Dona Ana Joaquina no distrito urbano da Ingombota, em Luanda e é orientada pelo Juíz da causa Manuel António de Morais na sétima secção de crimes comuns

Estão a ser ouvidos bispos e pastores da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola

Os responsáveis da IURD estão a ser acusados de crimes de homicídio voluntário e ofensas corporais, que causaram a morte de várias pessoas, e ferimento de outras, entre adultos e crianças pisoteadas e asfixiadas pela multidão na entrada do estádio da Cidadela Desportiva

A tragédia ocorreu quando os crentes participavam de um culto religioso da Igreja Universal do Reino de Deus no estádio de futebol no final da noite do dia 31 de dezembro de 2012.

O estádio com capacidade para 70 mil pessoas, tinha mais de 250 mil a espera da abertura dos quatro portões, mas apenas duas entradas foram abertas. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA