INE lança publicação estatística alusiva aos 40 Anos de Independência de Cabo Verde

(inforpress.publ.cv)
(inforpress.publ.cv)
(inforpress.publ.cv)

O lançamento de uma publicação estatística alusiva à comemoração dos 40 Anos de Independência de Cabo Verde, marca esta terça-feira, na Praia, a abertura das celebrações do Dia Africano de Estatística, que se assinala a 18 de Novembro.

Em declarações à Inforpress, o presidente do INE, António dos Reis Duarte, disse que a publicação traz um conjunto de informações que mostra a evolução de Cabo Verde desde 1975 a 2014, abarcando as áreas da educação, economia, saúde, água, saneamento, entre outros sectores.

“É uma publicação rica em termos de conteúdo e que traz também informações sobre as contas nacionais, as contas satélites do turismo entre outras matérias sobre o país”, informou António dos Reis Duarte, sublinhando que “o objectivo é mostrar a importância que a estatística tem para as nações”.

Segundo o presidente do INE, “a estatística ajuda-nos a compreender onde estamos, para onde vamos, para além de facultar um conjunto de evidências importantes”.

Ainda enquadrado no programa de terça-feira, o INE convidou o combatente da liberdade da pátria, Osvaldo Lopes da Silva para fazer uma incursão histórica desde a luta armada, passando pela independência nacional e até os dias de hoje.

“Será uma oportunidade para o combatente da liberdade da pátria e antigo ministro da Economia, fazer uma reflexão sobre o percurso de Cabo Verde durante esses 40 anos”, disse António dos Reis Duarte.

O Dia Africano de Estatística é celebrado a 18 de Novembro. Este evento foi iniciado em Maio de 1990 pelo órgão Subsidiário das Nações Unidas da Comissão Económica para África (UNECA).

O dia é comemorado a cada ano, a fim de aumentar a conscientização sobre o “importante” papel que desempenham as estatísticas em todos os aspectos do desenvolvimento social e económico de África e dos países africanos.

Este ano o dia Africano de Estatística é celebrado sob o lema “Melhores dados, melhores vidas”. (inforpress.publ.cv)

JL/ZS

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA