Huíla: Hospital do Lubango necessita de 50 médicos

Hospital Central do Lubango (Foto: Morais Silva)
Hospital Central do Lubango (Foto: Morais Silva)
Hospital Central do Lubango (Foto: Morais Silva)

O hospital central do Lubango “António Agostinho Neto” necessita de pelo menos 50 médicos de distintas especialidades, assim como enfermeiros e pessoal administrativo, para assegurar o normal funcionamento daquela unidade, informou a sua directora-geral, Antónia Constantino.

Em declarações hoje, segunda-feira, à Angop, a responsável referiu que a necessidade surge, pelo facto, de se verificar um crescimento notável de novos serviços, assim como da procura de melhor assistência médica por paciente de outras regiões.

Actualmente, sublinhou, aquela unidade hospitalar labora com 81 médicos e 433 enfermeiros, o que considerou irrisório, atendendo a demanda diária de mais de cem pacientes nas urgências.

“Desde 2012 que o hospital central não recebe novos funcionários, mas acredita que a partir de 2016 o quadro poderá mudar”, disse.

A responsável enalteceu, por outro lado, o apoio que tem tido através de estagiários provenientes da faculdade de medicina da Universidade Mandume Ya Ndemufayo, no reforço de atendimento com qualidade aos pacientes com patologias diversas.

O hospital António Agostinho Neto tem uma capacidade de instalada de 520 camas, cinco blocos operatórios, dentre outras áreas vitais para o seu funcionamento. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA