Huíla: Bombeiros desaconselham cidadãos a banhar no canal de irrigação

(DR)
(DR)
(DR)

O Serviço de Protecção Civil e Bombeiros no município da Matala, 171 quilómetros a leste do Lubango, Huíla, apelou nesta quinta-feira aos moradores a não banharem ao longo do canal de irrigação para evitar mortes por afogamento.

Falando à Angop, a propósito de casos de afogamento que se registam no canal, o comandante dos Bombeiros, Batalha Leste, disse ser necessário que os moradores se abstenham de banhar no local, que serve apenas para rega das parcelas de terras ali existentes.

Apontou que crianças e adultos têm estado a utilizar o canal, sem a devida autorização das autoridades competentes, mesmo sabendo que a água é imprópria para banhar e susceptível de causar consequências à saúde humana.

Sem precisar o número de casos de afogamentos, o comandante afirmou que geralmente as vítimas têm sido crianças e adultos em estado de embriagues, situação que preocupa o Serviço de Protecção Civil e Bombeiros.

Com uma população estimada em 243 mil e 938 habitantes, o município da Matala possui um canal de irrigação de campos agrícolas numa extensão de 43 quilómetros, alimentado pelo rio Cunene. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA