Huambo: Diagnosticados mais de 400 doentes com tuberculose no primeiro semestre

Júlio Francisco Neto - Director Geral do Sanatório (Foto: Edilson Domingos)
Júlio Francisco Neto - Director Geral do Sanatório (Foto: Edilson Domingos)
Júlio Francisco Neto – Director Geral do Sanatório (Foto: Edilson Domingos)

Quatrocentas e 26 pessoas infectadas com tuberculose foram diagnosticadas de Janeiro a Junho deste ano no Hospital Sanatório da província do Huambo, de um total de mil e 224 exames de baciloscopia efectuados.

Em declarações nesta segunda-feira, à Angop, o director da unidade hospitalar, Júlio Francisco Neto, informou que nos primeiros seis meses deste ano foram realizadas seis mil e 91 consultas, a pacientes com suspeitas de tuberculose.

Embora não tenha apresentado dados comparativos, o responsável considera preocupantes os novos casos registados (426), uma média de 71 doentes por mês.

Ao longo do período em balanço, o hospital sanatório da província do Huambo internou 566 doentes, 70 dos quais morreram.

Júlio Francisco Neto lamentou o facto de muitos doentes continuarem a abandonar o tratamento, aumentando, com isto, as possibilidades de propagação da doença.

Apesar da tuberculose ser uma doença curável, o director do hospital sanatório afirmou que a mesma possui características contagiosas que a tornam difícil de combater, lembrando que um doente pode transmitir a mais de dez pessoas.

Por este motivo, apelou a população a reforçar os cuidados de prevenção, mantendo-se distante dos doentes com tuberculose, evitar o consumo exagerado de bebidas alcoólicas e de tabaco, assim como viver em espaços livres e sem excesso de humidade.

Localizado na parte alta da cidade do Huambo, o hospital sanatório tem capacidade para internar 200 doentes, atendendo ainda doentes provenientes de outras províncias, incluindo de Luanda, capital do país. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA