Haja pernas para pedalada

Volta a Angola em bicicleta está enquadrada nas comemorações dos 40 anos de Independência Nacional (Foto: Dombele Bernardo)

O ciclista do Benfica de Luanda, Igor Silva, conquistou ontem a primeira etapa da Volta a Angola 2015, prova disputada num percurso de 150 quilómetros, da cidade Cuito (Bié), à província do Huambo, com o registo de três horas e 46 minutos. A prova contou com 85 ciclistas. Completaram o pódio da primeira etapa, Dário António e Mário de Carvalho, ambos do Benfica de Luanda. O congolês Bumba Dukua ocupou o quarto lugar da etapa.

Volta a Angola em bicicleta está enquadrada nas comemorações dos 40 anos de Independência Nacional (Foto: Dombele Bernardo)
Volta a Angola em bicicleta está enquadrada nas comemorações dos 40 anos de Independência Nacional (Foto: Dombele Bernardo)

A primeira edição da “Volta a Angola” em bicicleta enquadra-se nas comemorações dos 40 anos de Independência Nacional. A cerimónia de abertura foi testemunhada pelos governadores provinciais do Bié e Huambo, Álvaro Manuel de Boavida Neto e Kundi Phaima, respectivamente, o secretário de Estado para os Desportos, Albino da Conceição, o presidente da Confederação Africana do Ciclismo (CAC), Mohamed Azzam, o presidente da Federação Angolana de Ciclismo, Diógenes de Oliveira, e membros do Governo.

Na ocasião, o director executivo da primeira edição da “Volta a Angola” em bicicleta, Justiniano Mendes Araújo, louvou o apoio do Governo Provincial do Bié, sublinhando que tiveram todas as condições que permitiram o arranque da prova.O evento inédito no país tem como objectivo saudar os 40 anos de Independência Nacional, assim como provar ao mundo que o país está em paz, existindo livre circulação de pessoas e bens.O governador provincial, Álvaro de Boavida Neto, sublinhou que a província do Bié é o centro geodésico de Angola e, por isso, considerou o local certo para começar a primeira Volta a Angola em bicicleta.

A Volta a Angola em bicicleta 2015 registou a primeira pausa na cidade do Huambo, a 150 quilómetros da cidade do Cuito, província do Bié.Participam na mesma 137 membros, sendo 85 ciclistas, 46 dirigentes e motoristas.A prova possui 13 equipas, nomeadamente, Angola (Benfica de Luanda, Santos F. Clube, Selecção Nacional de esperanças, Hotel Luso, JAIR transportes) e Nocebo/Cuca, todas com oito ciclistas cada.Do estrangeiro participam Portugal, Moçambique, República Democrática do Congo, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe (oito) e França (cinco). África do Sul desistiu. (jornaldosdesportos.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA