Ferrari a toda a velocidade em Wall Street

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

A Ferrari entrou, esta quarta-feira, na bolsa de Nova Iorque.

Nesta Oferta Pública Inicial a construtora italiana de automóveis desportivos estreia-se no mercado de Wall Street a 60 dólares, cerca de 53 euros, por ação, acima dos 52 dólares previstos antes da abertura da sessão.

Coube aos responsáveis da empresa tocar o tradicional sino, sinónimo do início da negociação.

A marca italiana tem como objetivo vender 17,2 milhões de ações, o que corresponde a 9% do capital. A 60 dólares a ação a marca fica avaliada em 11 mil e 307 milhões de dólares, o equivalente a 9 mil e 966 milhões de euros, a que se junta uma dívida de 3 mil milhões de dólares, correspondente a 2 mil e 600 milhões de euros.

De acordo com o grupo Fiat Chrysler Automobiles, detentor de 90% da Ferrari, a marca italiana vendeu mais de 7 mil viaturas em 2014, em todo o mundo.

45% dos carros desportivos italianos tiveram como destino a Europa, a África e o Médio Oriente.

A Ferrari decidiu, voluntariamente, limitar a produção anual a 7 mil veículos, até 2019.
A partir dessa data prevê um aumento de 30% para as 9 mil unidades por ano.

A marca desportiva italiana comercializa nove modelos e o mais barato custa 180 mil euros. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA