FAO investe mais de três milhões dólares no sul do país

Responsável da FAO na região sul, Matteo Tonini (Foto: José Krithinas)
Responsável da FAO na região sul, Matteo Tonini (Foto: José Krithinas)
Responsável da FAO na região sul, Matteo Tonini (Foto: José Krithinas)

A FAO investiu desde 2014 pelo menos três milhões e 500 mil dólares norte-americanos na implementação de um projecto social denominado Resiliência nas províncias da Huíla, Namibe, Benguela e Cunene, revelou hoje,sexta-feira, nesta cidade, o coordenador regional sul desta organização, Matteo Tonini.

Matteo Tonini, que falava à Angop a propósito do Dia Mundial da Alimentação , que amanhâ (16 de Outubro) se assinala, sublinhou que o referido projecto está a permitir a criação de sistemas de captação de água para a prática da actividade agrícola, para o garante da segurança alimentar das comunidades.

“O projecto envolve igualmente a reabilitação de sondas e construção de escolas de campo para desenvolver palestras, seminários, trocas de ideias e auscultação dos problemas e busca de soluções para as comunidades rurais destas regiões, em benefício de três mil pessoas ”, precisou o coordenador da FAO, explicando que “o principal objectivo deste projecto é ajudar as comunidades no que concerne a redução de dependências das ajudas do Estado e, com isso, melhorar as condições sociais básicas junto delas, no âmbito do Programa de Combate à Pobreza”.

A FAO desenvolve desde 1999, na província da Huíla, um trabalho de melhoria da administração da Terra e construção e reabilitação de infra-estruturas sociais em prol do bem-estar das comunidades rurais. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA