Exército sírio mata líder da Frente al-Nusra

(Sputnik)
(Sputnik)
(Sputnik)

Hoje de manhã, o jornal britânico Daily Mail informou que o líder da al-Nusra na Síria foi morto.

O exército sírio atingiu o líder da Jabhat al-Nusra (Frente al-Nusra), Abu Suleiman al-Masri, oriundo do Egípcio, na zona de Aleppo, confirmou uma fonte ao Sputnik no sábado (24).

Segundo a fonte, o terrorista foi morto durante um combate perto da aldeia Tal-al-Karsani, nos arredores de Aleppo. A Frente al-Nusra é uma afiliada da Al-Qaeda, operando na Síria contra o governo sírio. Damasco, para além deste grupo, também combate os militantes do Estado Islâmico e uma série de forças de oposição.

Desde 30 de Setembro, a aviação russa, após pedido do presidente sírio, Bashar Assad, está realizar ataques aéreos contra alvos do Estado Islâmico na síria. Durante o tempo transcurrido desde o início da operação, a Força Aérea russa infligiu cerca de 750 bombardeamentos, eliminando centenas de terroristas, dezenas de postos de comando, armazéns e outros alvos e instalações. Além disso, 26 mísseis de cruzeiro lançados por navios da Frota do Mar Cáspio também atingiram alvos do Estado Islâmico.

De acordo com dados do Estado-Maior General da Federação da Rússia, os combatentes terroristas já começaram a fugir da região, perdendo armamentos assim que material bélico na linha de frente. Drones de reconhecimento russos aumentaram o número de voos para melhor controlarem a situação.

O presidente Vladimir Putin confirmou que o período da operação militar russa na Síria será limitado pela ofensiva do exército sírio, negando a possibilidade de uso das Forças Armadas da Rússia para acções militares terrestres. (sputniknews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA