EUA vão pagar indemnizações por “erro” militar em Kunduz

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

Os Estados Unidos anunciaram que vão pagar indemnizações às vítimas do bombardeamento de um hospital em Kunduz, no Afeganistão.

Num comunicado publicado ontem, o porta-voz da Defesa, Peter Cook afirma que o exército norte-americano vai compensar as famílias das 22 vítimas mortais, entre pacientes e 12 funcionários da organização Médicos Sem Fronteiras (MSF).

O Pentágono, que pediu desculpas pela ação, garante igualmente que poderá contribuir para a reconstrução do hospital, visado por engano, por um bombardeamento a 3 de outubro, durante a tomada de Kunduz pelos Talibã.

Os MSF, que afirmam que nove pacientes e 24 funcionários permanecem desaparecidos desde o ataque, classificam a ação norte-americana como um “crime de guerra”.

Os responsáveis da organização exigem a abertura de um inquérito independente ao ataque, quando o Pentágono prevê que os resultados da sua investigação sejam publicados até ao início de novembro. (euronews.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA