EUA: Ex-campeão de boxe Mike Tyson declara apoio a Trump nas primárias republicanas

(AFP)
(AFP)
(AFP)

O polémico ex-pugilista e ex-campeão dos pesos pesados Mike Tyson entrou na arena política americana, ao declarar apoio ao milionário Donald Trump nas primárias republicanas com vistas às presidenciais de 2016.

Tyson, de 49 anos, disse em entrevista transmitida pelo canal de streaming HuffPost Live que gostaria ver o magnata do ramo imobiliário suceder o presidente Barack Obama para comandar o país.

“Deveria ser presidente dos Estados Unidos, isto é o que deveria ser”, respondeu o ex-atleta quando questionado sobre Trump.

“Tentemos alguma coisa nova. Tratemos de governar os Estados Unidos como uma empresa, onde a cor da pele não faz nenhuma diferença”, acrescentou, apoiando o candidato, que agradeceu o apoio no Twitter.

Donald Trump, que disputa com outros 14 pré-candidatos a indicação republicana à Casa Branca, e Mike Tyson, a maior estrela do boxe do fim do século passado, conhecem-se há anos.

O empresário organizou em 1988, no seu hotel-casino Trump Plaza, de Atlantic City (leste), a lendária luta em que Mike Tyson venceu Michael Spinks em apenas 91 segundos. Segundo o jornal New York Times, Trump também foi assessor financeiro do pugilista. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA