Educação reafirma compromisso com melhoria do ensino

Pinda Simão, Ministro da Educação (Foto: Francisco Miúdo)
Pinda Simão, Ministro da Educação (Foto: Francisco Miúdo)
Pinda Simão, Ministro da Educação (Foto: Francisco Miúdo)

A continuação do trabalho de edificação de novas escolas, tendo em vista a redução do número de crianças e jovens fora do sistema e melhorar as condições de aprendizagem vai se manter, garantiu hoje, quinta-feira, em Luanda, o ministro da Educação, Pinda Simão.

Segundo o governante, que falava à margem do acto de abertura da 4ª Sessão Legislativa da 3ª Legislatura do Parlamento Angolano, outra medida nessa direcção é conferir competências aos estudas que saem do sistema de ensino.

Estamos a caminhar bem, salientou o governante, tendo realçado que a “luta pela educação está em curso”.

Dados do Ministério da Educação referem que a taxa de analfabetismo no país baixou de 85 para 27 porcento, nos últimos 40 anos.

No presente ano lectivo estão matriculados no sistema normal de ensino e aprendizagem 5 milhões e 100 mil alunos no ensino primário, o que representa 112,2 por cento da meta estabelecida para o ano de 2015.

Segundo dados, no ensino secundário, no I ciclo, o número é de um milhão 82 mil e 800 alunos, mais 16 por cento do que em 2014, e no II ciclo o número é de 621 mil e 700 alunos.

Na passada terça-feira, 13, o ministro da Educação, Pinda Simão, havia anunciado que o Executivo Angolano gasta anualmente 91 mil kwanzas por cada aluno do ensino secundário.

Pinda Simão adiantou que este valor advém dos gastos para com o ensino gratuito. Em Angola o ensino primário e secundário público são gratuitos para todos os alunos. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA