Dois morteiros atingem embaixada russa em Damasco

(sputnik/ Michael Alaeddin)
(sputnik/ Michael Alaeddin)
(sputnik/ Michael Alaeddin)

Dois projécteis atingiram a área da embaixada russa na capital síria, Damasco, na terça-feira (13) na altura em que um grupo de apoiantes do governo se reunia próximo do prédio da embaixada para agradecer a Moscovo pela operação contra o Estado Islâmico.

“Dois projécteis de morteiros atingiram o local onde se realizava uma manifestação de apoio às acções russas na Síria. Um dos projécteis atingiu a zona exterior do clube de desportos de al-Barada, o outro em al-Adawi [distritos]. Algumas pessoas ficaram feridas. O local foi cercado”, disse a testemunha.

Desde 30 de Setembro último, a pedido do presidente sírio Bashar Assad, a Rússia iniciou ataques localizados contra as posições do Estado Islâmico na Síria, usando aviões Su-25, bombardeiros Su-24M, Su-34, protegidos por caças Su-30SM. Segundo dados mais recentes, as Forças Aeroespaciais russas realizaram, desde o início da operação, cerca de 140 missões contra as posições dos terroristas, nomeadamente postos de comando, campos de treinamento e arsenais.

Além disso, os navios da Frota do Mar Cáspio lançaram 26 mísseis de cruzeiro contra os territórios controlados pelos jihadistas. A precisão de ataque é de cerca de 5 metros. Os alvos dos ataques são estabelecidos com base nos dados de reconhecimento russo, sírio, iraquiano e iraniano.

O embaixador sírio na Rússia, Riad Haddad, confirmou que as missões aéreas são realizadas contra organizações terroristas armadas, e não contra grupos da oposição política ou civis. Além disso, segundo ele, em resultado da operação da Força Aérea russa, já foi destruída cerca de 40% da infraestrutura do Estado Islâmico. (sputniknews.com)

DEIXE UMA RESPOSTA