Dhlakama quer aparecer em cena mas não em Maputo

Afonso Dhlakama, líder da Renamo (Cristiana Soares)
Afonso Dhlakama, líder da Renamo (Cristiana Soares)
Afonso Dhlakama, líder da Renamo
(Cristiana Soares)

O líder da Renamo Afonso Dhlakama, quer sair do seu esconderijo e aparece em público, mas não necessariamente para ir ter negociações em Maputo com o Presidente moçambicano Filipe Nyusi.

O Presidente da Renamo, Afonso Dhlakama, que tem estado escondido nas matas, algures em Moçambique, manifestou a sua intenção de se mudar para uma cidade ou centro urbano do pais, mas não tem que ser, necessariamente, Maputo. 

O seu porta-voz, António Muchanga, declarou à RFI, que o que está “previsto agora não é Maputo, é o presidente Dhlakama, sair do mato para um lugar confortável.”

“Uma pessoa que foi atacada e escapou da morte não tem condições morais nem psicológicas para ir a negociações”, acrescenta António Muchanga.

Mas quando confrontado com a questão de que foi o próprio Afonso Dhlakama, que em declarações à TV privada STV, em Moçambique, que “ia convidar jornalistas para testemunharem a sua saída das matas, para continuar a sua missão de trabalhar,” o seu porta-voz António Muchanga, replica:

“Estar disposto a negociações, não quer dizer que é para Maputo.

“Estou a dizer que o presidente Dhlakama quer sair do mato para a cidade, e essa cidade, não significa que vai ser necessariamente, Maputo.” (rfi.fr)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA