Detidos mais de cem cidadãos por “arruaça” em Luanda

Inspector-chefe Mateus Rodrigues (Foto: Pedro Parente)
 Inspector-chefe Mateus Rodrigues (Foto: Pedro Parente)

Inspector-chefe Mateus Rodrigues (Foto: Pedro Parente)

Mais de cem cidadãos foram detidos hoje, segunda-feira, em Luanda, pelo efectivo da Polícia Nacional, por crimes de “arruaças”, agressões, danos materiais e ofensas, anunciou o porta-voz da corporação na capital do país, inspector-chefe Mateus Rodrigues.

Os mesmos serão encaminhados na terça-feira ao Tribunal, para julgamento sumário.

Os cidadãos aderiram a paralisação parcial dos taxistas de Luanda, mas, durante a reivindicação, colidiram com a ordem e a tranquilidade pública, razão que ditou as detenções.

Os detidos envolveram-se em agressões físicas, destruições de carros daqueles que não aderiram a greve e interditaram o trânsito em algumas vias.

O inspector-chefe Mateus Rodrigues informou, entretanto, que as duas associações responsáveis pelos taxistas em Luanda negaram a autoria da convocação da paralisação destes.

A Polícia Nacional continuará a repor a ordem e a tranquilidade pública, no quotidiano. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA