“Destár”, a estreia de Zé Abílio

Zé Abílio, músico angolano (VOA)
Zé Abílio, músico angolano (VOA)
Zé Abílio, músico angolano (VOA)

“Destár”, é o título do disco de estreia de Zé Abílio, lançado no passado 3 de Outubro, na Praça da Independência, em Luanda.

Cantado nas línguas nacionais quimbundo, kicongo e em português, com 11 faixas, o álbum contém temas da música popular urbana, interpretadas nos estilos semba, rebita, kilapanga, moda cabecinha e bolero.

O semba é o género predominante no CD, que resulta do longo caminho que o músico percorreu, ao longo do qual acumulou experiências a trabalhar com vários artistas consagrados.

No mundo da música há mais de 30 anos, Zé Abílio disse que só conseguiu concluir o seu primeiro disco agora porque antes esteve mais focado no arranjomusical de cantores e bandas.

Como instrumentista já tocou nos grupos Progresso de África, Musangola e Gingas.

Ao longo da sua carreira conquistou os prémios “BAI da Canção”, no Carnaval de Luanda, incluindo a edição de 2014, como autor dos temas dos grupos União Kazukuta e União Operário Kabocomeu.

Como instrumentista, José Abílio Salvador, de nome completo, tem participado em vários trabalhos de cantores e de muitos conjuntos ou bandas nacionais.

Zé Abílio começou a mostrar as suas aptidões artísticas na década de 70 nas actividades político-culturais da JMPLA, no projecto “Fogueira do Militante”.

Mais tarde fundou o grupo juvenil “Os Foguetões”, que posteriormente passou a denominar-se “Grupo Tradição”, que foi colaborador do programa “O Futuro da Nação”, actualmente “Carrossel”, da Televisão Pública de Angola. (voa.com)

Acompanhe a conversa com Zé Abílio:

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA