Cuanza Norte: Católicos no Golungo Alto comemoram dia do padroeiro da sua paróquia

Vila do Golungo Alto festejou o dia do padroeiro da sua paróquia (Foto: Lucas Leitão)
Vila do Golungo Alto festejou o dia do padroeiro da sua paróquia (Foto: Lucas Leitão)
Vila do Golungo Alto festejou o dia do padroeiro da sua paróquia (Foto: Lucas Leitão)

Golungo Alto – Os católicos no município do Golungo Alto, província do Cuanza Norte, comemoraram nesta quarta-feira o dia do padroeiro da paróquia da igreja, naquele município, o Santo Hilarião.

Em saudação à data foi celebrada uma missa campal, presidida pelo pároco católica na região, padre Joaquim da Silva Ferreira.

O missionário disse na sua homilia que o padroeiro, nascido no Egipto, é uma figura importante na santidade, pelos milagres e pelas bênçãos que operou, inspirando-se na fé do profeta Abraão.

Santo Hilarião viveu num ambiente de fé, esperança e de caridade de alto nível que começou na terra, ultrapassou a morte e foi para o céu, declarou.

“O padroeiro tinha fé em Jesus Cristo como seu tesouro, entregando a sua riqueza aos pobres para seguir a palavra de Deus. Foi um homem muito procurado pelas pessoas para receberem conselhos relacionados com a vida cristã” salientou o pároco.

Por isso, informou, os padres “carmelitas dos pés descalços” ao chegarem a Bango-a-Quitamba (Golungo Alto), em 1491, trouxeram o seu exemplo para transmitir às comunidades católicas, tendo-o proclamado padroeiro desta igreja no Golungo Alto.

O sacerdote apelou os fiéis a louvarem e servirem melhor a Deus com os corações iluminados pelo espírito santo e que constituam as suas famílias num clima de caridade, amor a Deus, ao próximo, unidade, solidariedade, honestidade e carinho.

Exortou igualmente os fiéis a seguirem o exemplo do padroeiro engajando-se cada vez mais na evangelização da palavra de Deus em toda a extensão do Golungo Alto, tendo considerado que Santo Hilarião está no meio dos católicos de maneira invisível, actuante, e atento às palavras e aos desejos de todos.

Num pronunciamento à Angop, os fiéis, José de Carvalho, Márcia Lemos e Pedro de Castro ressaltaram as qualidades do padroeiro, adiantando que a sua presença no coração dos católicos do Golungo Alto fortalecerá a fé e engrandecerá a paróquia local.

Garantiram ainda empenharem-se cada vez mais na transmissão das “boas novas”, para que todos conheçam o propósito de Deus para com a humanidade.

A missa contou com a presença de mais de 2 mil fiéis, entre os quais membros da administração municipal, alunos da escola missionária e membros da sociedade civil.

A paróquia Santo Hilarião abrange também o vizinho município do Ngonguembo e conta presentemente com 60 capelas ou comunidades e 86 missionários, entre os quais dois padres, sete madres, 10 ministros da comunhão e nove animadores, auxiliados por 60 catequistas. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA