Colóquio serve para reflexão sobre transformações do país nos 40 anos

Victor Kajibanga, Decano da Faculdade de Ciências (Foto: Angop/Arquivo)
Victor Kajibanga, Decano da Faculdade de Ciências (Foto: Angop/Arquivo)
Victor Kajibanga, Decano da Faculdade de Ciências (Foto: Angop/Arquivo)

O decano da Faculdade de Ciências Sociais (FCS), Víctor Kajibanga, reiterou hoje, quinta-feira, em Luanda, que o colóquio organizado pela instituição tem por objectivo promover uma reflexão sobre as profundas transformações da sociedade angolana nos últimos 40 anos.

Ao falar na abertura do V Colóquio da Faculdade de Ciências Sociais subordinada ao tema “Angola 40 anos de independência: Memórias, Identidades, Cidadania e Desenvolvimento”, que se realiza nos dias 29 e 30, do corrente mês, o decano realçou que visa ainda estimular a análise, fundamentalmente crítica, da situação actual, como instrumento útil de políticas futuras.

“O 11 de Novembro tem uma grande dimensão e um profundo significado histórico, social e cultural na memória colectiva dos angolanos. A data simboliza a heróica luta pela independência, pela liberdade e pela emancipação social, político, cultural e espiritual do povo angolano”, explicou.

Víctor Kajibanga adiantou que a data tornou-se referência simbólica e programática da luta contra a escravidão, o colonialismo e o apartheid.

Sobre os 40 anos de independência, o responsável académico realçou o contributo de todos os cientistas sociais, que ao longo dos anos têm contribuído para o desenvolvimento das ciências sociais e humanas no país. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA