Icolo e Bengo realiza ” repescagem” para garantir cobertura vacinal em alguns bairros

Administrador de Icolo e Bengo, Adriano Mendes de Carvalho, durante a vacinação contra poliomielite (arquivo) (Angop)
Administrador de Icolo e Bengo, Adriano Mendes de Carvalho, durante a vacinação contra poliomielite (arquivo) (Angop)
Administrador de Icolo e Bengo, Adriano Mendes de Carvalho, durante a vacinação contra poliomielite (arquivo) (Angop)

A direcção municipal de saúde do município de Icolo e Bengo, província de Luanda, iniciou segunda-feira o processo de “repescagem” com objectivo de imunizar as crianças que não foram vacinadas durante a campanha realizada no último de fim-de-semana.

Em declarações hoje, terça-feira, à Angop, o coordenador municipal do Programa Alargado de Vacinação (PAV), Maximiano Cavimbi, disse que em algumas áreas de Icolo e Bengo continuam a ser vacinadas as crianças contra a pólio e a receber a vitamina A.

“ Este processo de repescagem é dirigido apenas para as localidades como Catete, Caquengue (sede) da comuna de Kaculo kahango, e Cabíri, onde se verificou a ausência massiva de crianças”, esclareceu.

A municipalidade de Icolo e Bengo vacinou 15 mil 493 crianças dos zero a menor de cinco anos de idade contra a poliomielite, ultrapassando a previsão inicial de quinze mil 347.

A campanha realizada no último fim-de-semana, serviu igualmente para administrar a vitamina A para 13 mil 343 crianças a partir dos seis meses de vida.

Maximiano Cavimbi disse que para o êxito da campanha foram mobilizados 120 técnicos entre vacinadores, supervisores e coordenadores.

De acordo com o responsável, o PAV foi reforçado com 18 mil doses de vacinas contra pólio e quinze mil capsulas de vitamina A.

De realçar que a poliomielite é uma doença viral aguda que se manifesta de formas diferentes, desde infecções inaparentes com quadro febril inespecífico, até formas paralíticas ou fatais.

Aproximadamente 95 % das vezes são assintomáticas. A paralisia ocorre em 0,1 a dois porcento dos pacientes, sendo que o risco de doença paralítica aumenta quanto maior a idade com que a pessoa adquire a doença.

O vírus está presente na faringe e nas fezes e os doentes são potencialmente contagiosos sendo que a contaminação ocorre pelo contato direto pessoa-pessoa pelas vias fecal-oral ou oral-oral.

Já a vitamina A é considerada uma das mais importantes, sendo chamada também de Retinol e é famosa por sua composição antioxidante, que fortalece o sistema imunológico e protege a pele.

A vitamina A tem funções muito importantes no corpo das pessoas, dentre elas, a melhoria da visão, auxílio no crescimento e contribuição na formação dos dentes. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA