Cólera em Nampula no norte de Moçambique

No começo do ano outro surto de cólera nomeadamente foi registado em Nampula e Tete. (AFP FOTO/Mauricio Ferretti)
No começo do ano outro surto de cólera nomeadamente foi registado em Nampula e Tete. (AFP FOTO/Mauricio Ferretti)
No começo do ano outro surto de cólera nomeadamente foi registado em Nampula e Tete.
(AFP FOTO/Mauricio Ferretti)

Desde há cerca de um mês Nampula, no norte de Moçambique, tem conhecido um novo surto de cólera, depois de oito meses sem casos desta doença habitualmente presente naquela região. De acordo com as autoridades locais, registaram-se ao todo mais de 200 casos e 3 óbitos, o epicentro da epidemia sendo o distrito de Malema.

Para além de Nampula, ter-se-ão igualmente registado casos na província de Niassa, especificamente nas localidades de Cuamba, Mecanhelas e Lago, as autoridades locais estando ainda a tentar averiguar esta situação numa província onde a cólera é igualmente endémica em certas áreas.

Na origem desses surtos de cólera está o consumo de água contaminada pelas populações locais e a falta de medidas de higiene, refere Munira Abuduo, directora provincial da saúde em Nampula, dando conta das acções de sensibilização que têm sido levadas a cabo naquela província.

Ao recordar que na semana passada a cólera provocou um pico de internamentos, Munira Abuduo refere que o número de hospitalizações tem vindo a diminuir nos últimos três dias. Optimista quanto à possibilidade de se conseguir controlar o surto, esta responsável não deixa todavia de sublinhar que a situação poderia piorar novamente com a perspectiva próxima do período das chuvas. (rfi.fr)

por Liliana Henriques

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA