Buena Vista Social Club leva ritmo cubano para a Casa Branca

(Foto de Brendan Smialowski/AFP)
(Foto de Brendan Smialowski/AFP)
(Foto de Brendan Smialowski/AFP)

A orquestra Buena Vista Social Club levou nesta quinta-feira o “son” cubano à Casa Branca, durante uma cerimónia na qual o presidente americano, Barack Obama, homenageou uma iniciativa governamental de educação para crianças hispânicas.

Na primeira apresentação de um conjunto radicado em Cuba na sede da Presidência americana em mais de meio século, os músicos tocaram clássicos de seu repertório como “Chan-Chan” e “La Casa de Tula”, diante de centenas de pessoas.

A vocalista Omara Portuondo, de 85 anos, encerrou o breve concerto de menos de uma hora com o bolero “Quizás”, misturando espanhol e inglês.

Os outros quatro integrantes do conjunto original ainda vivos – o guitarrista Eliades Ochoa, o trompetista Manuel “Guajiro” Mirabal, o alaudista Barbarito Torres e Jesús “Aguaje” Ramos a acompanharam no palco.

Obama, que não assistiu ao show, disse em seguida que o Buena Vista Social Club, que saltou à fama mundial após o lançamento de um álbum homónimo em 1997, representava um “símbolo do forte laço” entre os povos americano e cubano.

“Um laço de amizade”, acrescentou.

Estados Unidos e Cuba restabeleceram em Julho relações diplomáticas formais depois de mais de meio século de ruptura e desconfiança e os dois países mantêm conversações para uma normalização completa dos laços bilaterais.

O Buena Vista Social Club fez apresentações em Washington em Agosto e actualmente prossegue em turné por outras cidades dos Estados Unidos. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA