Assad: Rússia e seus aliados precisam triunfar na Síria ou a região será destruída

Presidente sírio Bashar al Assad dá uma entrevista à Bhabar TV (Foto de HO/SYRIAN PRESIDENCY/AFP)
Presidente sírio Bashar al Assad dá uma entrevista à Bhabar TV (Foto de HO/SYRIAN PRESIDENCY/AFP)
Presidente sírio Bashar al Assad dá uma entrevista à Bhabar TV (Foto de HO/SYRIAN PRESIDENCY/AFP)

O presidente sírio Bashar Al Assad afirmou neste domingo que um fracasso da coligação da Rússia e seus aliados contra os “grupos terroristas” na Síria levará à destruição do Oriente Médio.

Em uma entrevista à televisão iraniana Khabar, ao ser indagado sobre as possibilidades de êxito da coligação da Rússia, do regime sírio, do Iraque e do Irão contra o “terrorismo”, Assad assinalou: “Precisa triunfar, caso contrário a região inteira será destruída”.

“O preço que temos a pagar será certamente elevado”, afirmou Assad, segundo um trecho da entrevista difundida pela presidência no Twitter.

Mas ele se mostrou confiante que a coligação obterá resultados verdadeiros.

Assad pediu aos ocidentais que se unam a esta coligação.

“Se os Estados se unirem de forma série e sincera na luta contra os terroristas, ao menos deixando de apoiá-los, obteremos resultados mais rapidamente”.

O governo russo indicou neste domingo ter bombardeado dez novos alvos do grupo Estado Islâmico (EI) na Síria nas últimas 24 horas, estendendo sua campanha aérea nesse país.

“Nas últimas 24 horas, aviões SU-24M e SU-25 fizeram 20 voos”, afirmou o ministério da Defesa.

“Foram atingidos dez alvos de infraestruturas dos bandidos do EI”, acrescentou. (afp.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA