Ary preocupa militares

Melhor marcador do 1º de Agosto falhou treino de ontem de manhã e não é certeza no jogo com os encarnados da capital que pode ser decisivo para a continuidade do sonho do título em caso de derrota do Libolo (Foto: Jornal dos Desportos)

A recuperação da condição física do médio ofensivo Ary Papel, do 1º de Agosto, constitui neste momento a grande preocupação do departamento médico do clube, liderado pelo Dr Abel Sanz, que espera entregar o jogador à equipa técnica à tempo do jogo com o Benfica de Luanda, marcado para amanhã às 15h30 no estádio 11 de Novembro, referente à 29ª jornada do Girabola.

Melhor marcador do 1º de Agosto falhou treino de ontem de manhã e não é certeza no jogo com os encarnados da capital que pode ser decisivo para a continuidade do sonho do título em caso de derrota do Libolo (Foto: Jornal dos Desportos)
Melhor marcador do 1º de Agosto falhou treino de ontem de manhã e não é certeza no jogo com os encarnados da capital que pode ser decisivo para a continuidade do sonho do título em caso de derrota do Libolo
(Foto: Jornal dos Desportos)

O jogador voltou a falhar o treino de ontem,  corre contra o tempo para debelar a lesão na perna esquerda, contraída no desafio com o Progresso da Lunda Sul, na última quarta-feira, em desafio da 28ª jornada.

O camisola 30 sofreu uma entrada dura de um adversário, teve de ser substituído, ainda no decorrer do primeiro tempo. Nas hostes do conjunto rubro-negro, lamentam a forma como o árbitro Osvaldo Félix deixou passar em branco o lance, sem admoestar o cartão amarelo ao jogador infractor.

A fonte do Jornal dos Desportos disse ainda, que “o Ary Papel devia ser protegido pelos árbitros, tal como referiu esta semana o antigo árbitro italiano Pierluigi Collina, que defendeu que os grandes jogadores devem ser protegidos. O Ary Papel além de ser jogador do 1º de Agosto, também representa a Selecção Nacional, que pode ter jogos importantes no próximo mês. Portanto, não é apenas a nossa equipa que fica prejudicada com a lesão deste jogador, mas também os Palancas Negras”, defendeu.

O JD apurou que ainda, não está confirmada a ausência do médio goleador (10 golos) frente à formação da águia, em função do trabalho de recuperação que está a ser feito pelo corpo médico da equipa.

O jogador ambiciona fazer parte do dérbi, para ajudar a manter as esperanças dos militares na corrida pelo título de campeão nacional, caso o líder Recreativo do Libolo tenha um deslize na deslocação ao Luena, onde vai denfrontar o FC Bravos do Maquis, que luta pela fuga à despromoção.

IBUKUN REGRESSA
Enquanto isso, o médio nigeriano Ibukun está a trabalhar com muito empenho, para voltar à titularidade na equipa do 1º de Agosto, no jogo de amanhã com o Benfica de Luanda, depois de ficar na condição de suplente não utilizado no desafio da jornada anterior.

O “camisola 10” está em condições de dar o contributo ao conjunto militar, depois de recuperar da lesão que o afastou dos relvados durante dois jogos, diante do Atlético Sport Aviação (ASA), na 27ª jornada e do Interclube, na 26ª.

A última partida, disputada pelo organizador de jogo dos rubro-negros foi no clássico diante do Petro de Luanda, referente à 25ª ronda onde foi substituído no segundo tempo, pelo defesa central Ndieu.

Ibukun tem sido uma das unidades mais utilizadas está época, pelo técnico bósnio Dragan Jovic,  tem a concorrência de Buá que tem assumido a organização do jogo ofensivo militar, a partir do centro do meio -campo.

Para o jogo com o Benfica de Luanda, além dos dois atletas citados, a equipa técnica militar conta com os préstimos dos médios Jumisse, Gogoró, Marinho, Mingo Bile e do sub -capitão Manucho Dinis, que está livre do castigo federativo, após cumprir um jogo de suspensão na jornada anterior, por acumulação de três cartões amarelos.

Jumisse, que foi opção na recepção ao Progresso da Lunda Sul, recuperou da lesão antes de Ibukun, falhou igualmente os desafios com o ASA e o Interclube. O camisola 15 entrou de início no jogo passado, para cobrir a ausência de Manucho Dinis.

Na baliza, Tony Cabaça está em bom plano para ser a aposta, no onze inicial, depois de cumprir o castigo federativo de um jogo de suspensão, por acumulação de três cartões amarelos, em detrimento de Dominique que fez estreia no Girabola, diante da equipa sensação do campeonato.

Ontem, de manhã no RI-20, treinaram apenas os jogadores que alinharam na quarta-feira, em função da folga que beneficiaram na quinta-feira. (jornaldosdesportos.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA