Artistas plásticos convidados a participar da 13ª edição do prémio Ensa-Arte

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

O Grande Prémio Ensarte, nas categorias de escultura e pintura está avaliado em um milhão e 500 mil kwanzas. As menções honrosas serão premiadas com um kit de composto de material profissional

As inscrições para a 13ª edição do prémio Ensa-Arte, que envolve as modalidades de pintura e escultura, arrancaram na segunda- feira, 12 e vão até ao dia 15 de Janeiro de 2016.

Das obras selecionadas, 10 serão premiadas nas categorias de escultura, pintura, prémio especial para as províncias em pintura e escultura, prémio juventude em pintura e escultura e o prémio Aliança Francesa.

A avaliação dos trabalhos serão feitos através de critérios relacionados com a dimensão da obra, peso, composição, trabalhos de finalidade e outros, disse o presidente do corpo de jurado.

Para o efeito, Miguel Gonçalves convidou todos os artistas plásticos a participarem, mas avança que ainda não foi definido o número de obras a serem selecionadas, para concorrerem aos prémios.

“Depois de terminarem as inscrições, o corpo de jurado reunirá para selecionar o número de obras a concorrerem. Umas das novidades nesta edição, para a avaliação dos trabalhos, é o facto de não ficar visível qualquer identificação ou acesso a informações dos artistas”, explica.

A gala que irá premiar os vencedores enquadra-se nas festividades do aniversário da companhia, a 15 de Abril. A mesma conta com o apoio da Aliança Francesa, ministério da Cultura e do Centro Cultura Brasil Angola.

Miguel Gonçalves avança que a outra novidade nesta edição, para além da disponibilização de uma página no Facebook, a fim de promover o evento e efectuar as inscrições, é a participação de um crítico de arte internacional.

Dois artistas plásticos angolanos, um membro da Ensa e um representante da Aliança Francesa farão também parte do corpo de jurado.

O responsável avançou ainda a realização de uma exposição de Artes Plásticas, a ser inaugurada em Novembro, 5, sob o lema “Obras do Acervo Artístico da Colecção ENSA”, no Centro Cultural Brasil Angola.

O certame que terminará em Janeiro vai agregar 60 obras do acervo da seguradora. A iniciativa visa juntar-se as comemorações dos 40 anos de Independência Nacional, que se assinala a 11 de Novembro.

O Prémio do Ensarte, nas categorias de escultura e pintura, está avaliado em um milhão e 500 mil kwanzas. Para os vencedores de menções honrosas serão entregue um kit de composto de material profissional.

Na edição anterior do evento, a artista plástica Fineza Teta foi a vencedora do Grande Prémio de Pintura Ensa Arte, com a obra “inquietação”. Em segundo lugar, ainda na categoria de pintura, classificou-se Mayomona Vua, com a obra “Atenção com a educação cultural”.

O Prémio Ensa Arte (voltado para as Artes Plásticas) é de âmbito nacional e com periodicidade bienal, tendo como destinatários jovens e conceituados criadores de obras de escultura e pintura que protagonizam as tendências estéticas destas duas modalidades. Considerado como uma referência no panorama das Artes Plásticas em Angola, o Prémio foi instituído em 1991, altura em que começou o Concurso ENSA de Pintura, tendo a ideia surgido no ano anterior, a partir de uma exposição de sete pintores angolanos: Viteix (primeiro artista premiado), Henrique Abranches, Augusto Ferreira, Jorge Gumbe, António Ole, Telmo Vaz Pereira e José Zan Andrade.

Em 1996, com a entrada de mais uma disciplina (Escultura), o concurso passa a Prémio com a denominação ENSA-Arte, agregando as duas modalidades. (semanarioeconomico.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA