Angola precisa de melhorar sistema de navegação aérea

Logotipo da ENANA (Foto: Pedro Parente)
Logotipo da ENANA (Foto: Pedro Parente)
Logotipo da ENANA (Foto: Pedro Parente)

Angola precisa de melhorar o seu sistema de navegação aérea disse, hoje (terça feira), em Luanda, o chefe de divisão de operações do Serviço de Tráfego Aéreo da Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea (ENANA), Manuel Dionísio Lopes.

Em declarações, à imprensa, no aeroporto de Luanda, durante a visita guiada à torre de controlo para a demonstração do equipamento de apoio à navegação aérea, no âmbito das actividades alusivas ao Dia Internacional do Controlador de Tráfego Aéreo, que hoje se assinala, Manuel Lopes afirmou que apesar do Estado ter investido muito, ainda há necessidade de se trabalhar nesse sentido.

“O Estado apostou nas infra-estruturas, investiu muito na requalificação dos aeroportos, mas o grande objectivo, neste momento, é o de poder assegurar o trabalho efectuado pelo controlador de tráfego aéreo, para que possa servir com maior rigor as exigência da aviação”, frisou.

Revelou que, presentemente, apenas os aeroportos de Luanda, Cabinda, Lubango e Catumbela possuem controladores, os demais aeródromos dispõem apenas de técnicos de informação de tráfego.

“Enquanto o controlador presta um serviço específico, pois autoriza ou não a aterragem e descolagem de aeronaves, o técnico, por trabalhar apenas em aeródromos, limita-se a passar informações sobre as condições da pista”, esclareceu.

Angola possui presentemente 145 controlador de tráfego aéreo, sendo o seu espaço aéreo gerido pelo Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, que controla os demais aeródromos do país. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA