Angola e Botswana rubricam memorando de entendimento

Assinatura de Memorando de Entendimento Angola-Botswana (Foto: António Escrivão)
Assinatura de Memorando de Entendimento Angola-Botswana (Foto: António Escrivão)
Assinatura de Memorando de Entendimento Angola-Botswana (Foto: António Escrivão)

Angola e Botswana rubricaram nesta terça-feira, em Luanda, um Memorando de Entendimento que permitirá a cooperação entre os dois países nos domínios da agricultura, energia e águas, telecomunicações, comércio e outros sectores vitais da economia.

O documento foi rubricado pelos ministros das Relações Exteriores de Angola, Gerorges Chikoti, e dos Negócios Estrangeiros do Botswana, Pelonowi Moitoi, no âmbito da visita a Angola do Presidente tswanês, Seretse Khama Ian Khama.

Em declarações à imprensa, o titular da pasta das Relações Exteriores de Angola disse que o Memorando assinado vai permitir um maior relacionamento entre os departamentos ministeriais e empresários dos países.

Georges Chikoti realçou o facto de a delegação tswanesa ter incluído 19 empresários que mantiveram encontros com colegas angolanos, além de participar num seminário sobre o investimento privado em Angola.

Segundo o governante, esta iniciativa vai estimular um novo tipo de relacionamento que passará pela reciprocidade de investimentos nos respectivos países nos mais variados domínios, incluindo o sector mineiro.

Relativamente à implementação efectiva do Memorando, o chefe da diplomacia angolana disse que serão criadas equipas técnicas de Angola e do Botswana que deverão preparar a reunião da comissão mista bilateral, prevista para o primeiro semestre de 2016.

Por sua vez, a ministra dos Negócios Estrangeiros do Botswana, Pelonowi Moitoi, manifestou-se esperançada em que o documento assinado proporcione uma cooperação salutar nas áreas do comércio, formação de quadros e investimento entre os dois estados.

A governante notou que os dois países têm muito a dar um ao outro e proporcionar o desenvolvimento em ambas as partes.

“Este é apenas o primeiro passo que vai levar os nossos países a dar o próximo passo para o crescimento económico”, disse, advogando que os estados africanos devem colaborar ao máximo entre si de modo a estabelecer uma cooperação mais forte.

Estimou que Angola é um país forte para começar a fortalecer a cooperação com o Botswana, enquanto estados membros da SADC, sublinhando que os dois países comungam os mesmos objectivos e, como tal, vivem como irmãos. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA