Administrador augura benefícios com seminário sobre plano estratégico

Filipe Barros Espanhol - administrador do município de Belas (Foto: Gaspar dos Santos)
Filipe Barros Espanhol - administrador do município de Belas (Foto: Gaspar dos Santos)
Filipe Barros Espanhol – administrador do município de Belas (Foto: Gaspar dos Santos)

O administrador municipal de Belas, em Luanda, Filipe Barros Espanhol, disse hoje que o seminário sobre o Plano Nacional Estratégico da Administração do Território (PLANEAT- 2015/2025) vai contribuir para a melhoria das condições de vida dos cidadãos.

Filipe Barros Espanhol fez este pronunciamento à imprensa, à margem do seminário promovido pelo Ministério da Administração do Território (MAT), destinado aos administradores municipais, seus adjuntos e quadros ligados à administração local do Estado.

Referiu que a acção formativa vai trazer benefícios em termos da acção governativa, na medida EM QUE serão estabelecidas as balizas para ultrapassar algumas práticas que têm originado a desconexão entre determinados órgãos do Estado e as administrações municipais.

O responsável deixou transparecer que as administrações municipais não têm sido contactadas com aviso prévio, quando se trata de analisar projectos de âmbito provincial ou nacionais relativos às circunscrições sob sua jurisdição.

Por outro lado, Filipe Barros Espanhol apontou como dificuldades de maior monta para os munícipes de Belas, a problemática da recolha do lixo, a deficiente iluminação pública e a incapacidade da distribuição de água potável.

O seminário que hoje foi aberto pelo ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa, visa encontrar soluções para estes e outros problemas, através da aplicação das políticas inscritas no PLANEAT- 2015/2025.

O PLANEAT é um instrumento orientador da acção governativa dos departamentos ministeriais e dos seus órgãos tutelados, sempre que estiverem diante de actividades de incidência local.

O documento vem desdobrar as políticas contidas no Plano Nacional de Desenvolvimento (PND) – 2012/2017), bem como da visão “Angola – 2025”, explicou o director nacional do gabinete de estudos, planeamento e estatísticas do MAT, Nazário Vilhena.

O seminário prossegue quinta-feira com a capacitação dos administradores municipais adjuntos, devendo culminar no dia seguinte com os quadros ligados à administração local do Estado. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA