Zaire: Anúncio da abertura de serviço de licenciamento satisfaz comerciantes

(Foto: Pedro Moniz Vidal)
 (Foto: Pedro Moniz Vidal)
(Foto: Pedro Moniz Vidal)

Os comerciantes que frequentam aos sábados o mercado transfronteiriço do Luvo, município de Mbanza Congo, província do Zaire, mostraram-se hoje, sexta-feira, satisfeitos pelo anúncio da abertura em breve de um serviço de licenciamento do processo de exportação e importação de mercadorias no posto aduaneiro local.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira pelo governador provincial do Zaire, José Joanes André, no final de uma visita de constatação do funcionamento dos serviços aduaneiros destacados neste posto fronteiriço com a República Democrática do Congo (RDC).

Na ocasião, o governador disse haver garantias do Ministério do Comércio para a abertura, dentro de dois meses, de um serviço de licenciamento da actividade de exportação e importação de mercadorias no posto aduaneiro do Luvo, para facilitar a vida dos comerciantes.

Em declarações à Angop, o comerciante Luciano Pimbão Diena, que falou em nome da classe, disse estarem regozijados com a decisão conjunta tomada pelas autoridades governamentais e pelo Ministério do Comércio.

“Estamos há duas semanas aqui no posto fronteiriço, impedidos de efectuarmos as nossas vendas e compras por falta de uma licença, porque este documento só se consegue na sede do Ministério do Comércio, em Luanda”, expressou.

Para o governador, José Joanes André, o mercado do Luvo é de grande importância para a província do Zaire, por constituir uma das grandes fontes de arrecadação de receitas fiscais para o país e a região.

O posto fronteiriço do Luvo dista a 60 quilómetros a norte da cidade de Mbanza Congo, cujo mercado transfronteiriço a “céu aberto” é frequentado aos sábados por milhares de cidadãos provenientes de todas as provinciais de Angola, assim como do Congo Democrático, alternando em ambos os lados da fronteira. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA