Vice-presidente da República chega a Nova Iorque para assembleia-geral da ONU

Vice-presidente da República, Manuel Domingos Vicente (Foto: Pedro Parente/Arquivo)
Vice-presidente da República, Manuel Domingos Vicente (Foto: Pedro Parente/Arquivo)
Vice-presidente da República, Manuel Domingos Vicente (Foto: Pedro Parente/Arquivo)

O vice-presidente da República, Manuel Domingos Vicente, chegou a Nova Iorque (EUA), onde irá participar da 70ª Sessão da Assembleia-Geral das Nações Unidas (ONU), em representação do Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

À sua chegada, no aeroporto internacional John F. Kennedy, o vice-presidente recebeu cumprimentos de boas vindas do ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, dos embaixadores de Angola nos EUA, Agostinho Tavares, na ONU, Ismael Martins, entre outras altas entidades do Estado angolano.

No quadro das actividades, Manuel Vicente participa da Cimeira sobre o Desenvolvimento Sustentável Pós -2015, que vai até ao dia 27, e durante a qual fará uma intervenção para apresentação dos pontos de vista de Angola sobre o tema.

A Cimeira sobre o Desenvolvimento Sustentável Pós-2015 tem como objectivo eliminar a pobreza e promover a prosperidade até 2030 e, neste sentido, prevê-se durante a mesma a adopção de uma Agenda que corresponde a um conjunto de programas, acções e directrizes que orientarão os trabalhos da ONU e seus países membros neste rumo.

A 70ª Sessão da Assembleia-Geral das ONU está a ser rodeada de grande expectativas pelo actual contexto mundial e nela estão confirmadas a presença de cerca de 160 líderes mundiais, entre Chefes de Estado e de Governo.

A Organização das Nações Unidas (ONU) foi criada em 1945 e é hoje a maior tribuna política internacional, tendo entre os seus fundamentais propósitos, o de trabalhar para a manutenção da paz.

Actualmente é integrada por 193 estados e tem como órgãos principais a Assembleia Geral, da qual fazem parte todos os membros, e o Conselho de Segurança, integrado por 15 estados.

Desde 2014, para um mandato de dois anos, Angola é membro não permanente do Conselho de Segurança da ONU, eleita com uma votação expressiva e onde tem trabalhado para o desenvolvimento harmonioso das nações.

Neste órgão, Angola preside os grupos de trabalho de Prevenção de Conflito em África e Documentação e Procedimentos. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA