Ténis: ITF relança oferta de formação do fundo olímpico

Secretário Geral do Comité Olimpico Angolano "COA", António Monteiro "Bambino" (Foto: Angop)

O secretário-geral do Comité Olímpico Angolano, António Monteiro, mostrou-se satisfeito com a vinda do oficial da Federação Internacional de Ténis (ITF), Riaan Kruger, considerando que a mesma ajudará a federação angolana da modalidade a voltar a beneficiar de formações fornecidas pelo Fundo de Solidariedade Olímpica.

Secretário Geral do Comité Olimpico Angolano "COA", António Monteiro "Bambino" (Foto: Angop)
Secretário Geral do Comité Olimpico Angolano “COA”, António Monteiro “Bambino” (Foto: Angop)

Falando à imprensa no final de um encontro com o representante da ITF, o dirigente angolano adiantou ser a visita do sul-africano um indicador positivo de que a modalidade retomará seu  “rumo” normal, depois de ficar mais de 10 anos sem usufruir de “pacotes” de formação, por parte do fundo olímpico, devido a problema que vivia internamente.

Disse esperar que através deste plano, disponibilizado pelo Comité Olímpico Angolano e o Fundo de Solidariedade, o ténis nacional desenvolva o ritmo competitivo e qualifica atletas para as Olimpíadas de 2020, em Tóquio, Japão.

Sem precisar a categoria dos cursos, perspectivou o mês de Janeiro de 2016 para que treinadores desta disciplina começam a beneficiar de formação.

O sul-africano Riaan Kruger desempenha o cargo de responsável para o desenvolvimento da Região Austral de África na ITF. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA