Taxas de juro da linha “Sol Empreendedor 2015” variam entre 14% e 16%

Banco Sol (OPAIS)
Banco Sol (OPAIS)
Banco Sol (OPAIS)

O Banco Sol acaba de lançar uma nova linha de crédito avaliada em 5 mil milhões Kz, destinada a micro, pequenas e médias empresas. O objectivo, diz a administração, é fomentar e capacitar o tecido empresarial nacional.

As taxas de juro da nova linha de crédito de 5 mil milhões Kz do Banco Sol, lançada, na passada semana, em Luanda, no quadro da estratégia da instituição de apoio à diversificação da economia, variam entre 14% e 16%, aplicadas com base na análise de risco da operação, sendo que o prazo de reembolso vai até 36 meses negociáveis, revelou à imprensa Viriato Capita, subdirector da direcção de pequenas e médias empresas.

De acordo com o responsável, o montante máximo da referida linha de crédito, denominada “Sol Empreendedor 2015”, pode atingir os 10 milhões Kz por beneficiário, indicando que serão privilegiados os sectores da restauração, educação, saúde, comércio a grosso e a retalho. “A linha de crédito está disponível desde o dia 21 de Agosto. Para aquelas pessoas que não são clientes do banco, tão logo se dirijam para o acesso à linha de crédito, os nossos comerciais farão a abertura da conta e terão também um papel orientador de consultoria, de forma a organizarem os seus processos”, frisou, acrescentando não estar quantificado o número de empreendedores que pretendem beneficiar.

Segundo a administradora executiva da instituição, Carla Van-Dúnem, que apresentou o produto na cerimónia de reinauguração de uma agência do banco no município do Cazenga, o “Sol Empreendedor 2015” visa capacitar e fomentar o tecido empresarial nacional. “O produto vai dar uma nova dinâmica ao tecido empresarial angolano. O sol brilha para todos, e por isso nós temos procurado trabalhar mais próximo das comunidades. Começámos a trabalhar no Cazenga com empreendedores que hoje já estão dentro da banca clássica, e vamos continuar a potencializar os empreendedores”, afirmou Carla Van-Dúnem.

Por outro lado, a directora de crédito do banco, Eliana Matondo, disse a jornalistas que, actualmente, a carteira de crédito da instituição é de 800 milhões USD (100,7 mil milhões Kz), sendo que para o Angola Investe foram já disponibilizados cerca de 20 milhões USD (2,5 mil milhões Kz), com perspectivas de se desembolsar mais 42 milhões USD (5,2 mil milhões Kz).

Aproveitou para anunciar que o banco gere agora também uma nova linha do Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) para o crédito agrícola, cujo limite máximo para cada cliente é de 5 milhões USD (629,9 milhões Kz), sem , no entanto, revelar o valor da referida linha. Agência Cazenga ‘come’ 68,8 milhões Kz Pouco mais de 68,8 milhões Kz foi quanto o Banco Sol investiu na reabilitação e apetrechamento da agência Cazenga, reinaugurada no passado dia 21 de Agosto, pelo vice-administrador municipal para o sector social, José Oliveira Bastos.

O estabelecimento vai garantir emprego a 12 novos colaboradores, e a sua reinauguração foi aproveitada pelo banco para proceder à apresentação e ao lançamento da linha de crédito “Sol Empreendedor 2015”. A administradora executiva da instituição, Carla Van-Dúnem, justificou o lançamento do novo produto no Cazenga pelo facto de, como disse, o Banco Sol ter estado a fazer “muita” banca de microfinanças nos últimos 14 anos.

“Sendo Cazenga um dos municípios onde nós nos últimos 14 anos fizemos muita banca de microfinanças, teve o privilégio de, com a reabertura desta agência, albergar o acto de lançamento deste novo produto. Trata-se de um produto fácil, acessível e com pouca burocracia”, frisou. O banco conta actualmente com uma rede de 169 balcões espalhados pelo País e emprega perto de 1.400 funcionários. (expansao.co.ao)

por Francisco de Andrade

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA