Taxa de desemprego sobe em Agosto para 12,4%

(Bloomberg)
(Bloomberg)
(Bloomberg)

A taxa de desemprego subiu ligeiramente em Agosto para 12,4%, de acordo com os valores provisórios do INE, interrompendo ciclo de descidas. Taxa de Julho, agora apresentada como definitiva, também foi revista em alta.

A taxa de desemprego subiu uma décima em Agosto face ao mês anterior para 12,4%, de acordo com a estimativa provisória divulgada esta terça-feira, 29 de Setembro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). A estimativa aponta para um recuo da população empregada (de 0,8%) e para um aumento da população desempregada (em 0,8%).

A ligeira subida registada em Agosto – que, sendo uma estimativa provisória, só será confirmada daqui a um mês – é a primeira após seis meses consecutivos de desagravamento ou estabilização da taxa de desemprego.

Em termos homólogos, ou seja, face a Agosto de 2013, continua a registar-se uma quebra de 1,2 pontos percentuais.

A informação divulgada esta terça-feira também revela que a taxa relativa a Julho, que é agora apresentada como definitiva pela primeira vez, foi revista em alta, situando-se agora nos 12,3%, em vez dos 12,1% estimados há um mês pelo INE.

As revisões justificam-se pelo facto de o INE apresentar sempre para o mês mais recente uma estimativa. Os dados agora divulgados para Agosto, por exemplo, são provisórios porque se baseiam num trimestre móvel em que já há informação recolhida para os dois primeiros meses (Julho e Agosto), tendo sido realizada uma mera projecção para Setembro.

Estes valores são ajustados de sazonalidade, ou seja, descontados das habituais tendências sazonais. No entanto, o INE também apresenta dados não ajustados de sazonalidade (em bruto), que indicam uma subida mais expressiva no último mês, de 11,8% em Julho para 12,2% em Agosto.

Havia em Agosto 633 mil pessoas desempregadas, mais 4,8 mil do que em Julho, de acordo com a estimativa do INE.

img_720x480$2015_09_29_12_58_15_264545img_720x480$2015_09_29_12_58_16_264546(jornaldenegocios.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA