Tailândia: Suspeito detido reconhece ter fornecido explosivos para atentado

(Euronews)
(Euronews)
(Euronews)

Um dos suspeitos detidos na investigação ao atentado de Banguecoque reconheceu, esta quarta-feira, ter fornecido os explosivos ao autor da ação.

A polícia recriou esta manhã o cenário de 17 de agosto, acompanhada do suspeito detido na semana passada quando tentava fugir para o Camboja.

A reconstituição decorreu junto à estação de comboios e ao templo da capital onde o atentado provocou 20 mortos e mais de uma centena de feridos.

Segundo o porta-voz da polícia tailandesa, Prawut Thavornsiri, “foi neste local que o suspeito se encontrou com o homem da t-shirt amarela para trocar a mochila. Yusufu disse que era pesada e que continha uma bomba”.

O suposto autor da ação, fotografado pelas câmaras de vigilância, continua em fuga, quando a polícia procura 11 outros alegados cúmplices.

Segundo a imprensa tailandesa, o homem que teria organizado o atentado seria natural da província chinesa do Xinjiang e teria saído do país um dia antes da ação.

A polícia tailandesa continua a previligear a pista criminosa, quando a imprensa nacional aponta uma possível relação do atentado com os separatistas uigures, em resposta à deportação de centenas de membros da comunidade para a China, em junho. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA