Sociedade civil pede devolução de poder ao PAIGC na CEDEAO

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

A plataforma guineense Aliança para Paz Estabilidade e Democracia (APED) levou, este sábado, uma mensagem ao encontro extraordinário da Comunidade Económica de Estados da África Ocidental (CEDEAO) em Dacar, no Senegal.

«A vida do cidadão guineense continua a deteriorar-se dia-a-dia, o que para nós é muito preocupante», disse a porta-voz da plataforma, Fatumata Djau Baldé à margem da reunião da CEDEAO, que pediu ao presidente da república, José Mário Vaz, que cumpra com as decisões do Supremo Tribunal de Justiça devolvendo o poder ao PAIGC para que este possa indicar um primeiro-ministro e constituir um governo».

Entre os temas em destaque na capital senegalesa, está a instabilidade política de Estados-membros como o Burkina Faso, a Guiné-Conakri e a Costa do Marfim, mas também a Guiné-Bissau, há mais de um mês sem governo. (abola.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA