Santo André ganha 34 pontos de recarga do bilhete único

Santo André ganha 34 pontos de recarga do bilhete único (DR)
Santo André ganha 34 pontos de recarga do bilhete único  (DR)
Santo André ganha 34 pontos de recarga do bilhete único
(DR)

Usuários do sistema de transporte coletivo de Santo André terão à disposição, a partir de amanhã, 34 pontos para compra e recarga do Bilhete Único Andreense na categoria comum. Trata-se da primeira etapa do projeto Recarrega, elaborado por meio de parceria entre a Aesa (Associação das Empresas do Sistema de Transporte de Santo André) e a Prefeitura com o objetivo de oferecer mais segurança e praticidade aos usuários e trabalhadores do sistema e velocidade no embarque dos ônibus.

A estimativa do gerente geral da Aesa, Luiz Marcondes de Freitas Júnior, é de que cerca de 40 mil passageiros do sistema de transporte coletivo da cidade sejam pagantes em dinheiro atualmente, o correspondente a 20% dos 200 mil passageiros que utilizam ônibus todos os dias. Em contrapartida, a quantidade de pessoas que já têm cartão comum hoje equivale a apenas 5% do total de bilhetes cadastrados, que inclui ainda as categorias vale-transporte, para estudantes, idosos e pessoas com deficiência.

“Acreditamos que será um ganho importante de qualidade para o usuário tanto na questão da segurança, porque a pessoa não precisará andar com dinheiro, e também na eliminação de tempo do embarque, tendo em vista o aumento de velocidade com a apresentação do cartão na catraca ao invés de aguardar o troco do cobrador”, diz Marcondes.

Conforme explica o gerente geral, a meta é ofertar 100 pontos de recarga e venda de bilhetes estrategicamente espalhados pela cidade até o fim do mês. A lista de estabelecimentos parceiros inclui farmácias, padarias, mercados, restaurantes e casas lotéricas (veja mais acima). “Procuramos distribuir espacialmente os pontos por diversas regiões da cidade para beneficiar a maior parte da população e escolher comércios com horário de funcionamento amplo. Estamos negociando com duas grandes redes de drogarias e uma delas certamente integrará a segunda etapa do projeto”, comemora o gerente geral da Aesa.

A medida, que segue exemplo do Bilhete Único da Capital e também do Cartão BOM (Bilhete de Ônibus Metropolitano), possibilita que o passageiro tenha acesso ao cartão sem precisar comparecer à Aesa, na Avenida Industrial, 600. “Uma das consequências da descentralização é a diminuição do número de pessoas na Aesa, o que proporciona mais qualidade ao atendimento dos demais usuários”, garante Marcondes. Em média, a sede da associação realiza 7.000 atendimentos por mês, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Apenas em caso de problemas operacionais com o cartão, o usuário deve procurar exclusivamente a Aesa.

O passageiro terá à disposição ferramentas que possibilitarão a localização dos pontos de recarga tanto pelos telefones 4435-5409 e 0800 019 1944 quanto nos portais www.santoandre.sp.gov.br, www.aesanet.com.br e no www.dgabc.com.br, onde é possível visualizar os locais exatos em mapa.

O Bilhete Único Andreense dá direito ao usuário de utilizar, no prazo de uma hora e meia, até três linhas diferentes de ônibus para chegar ao seu destino pagando uma única tarifa. Aos fins de semana, o tempo de integração é de duas horas. Não há custo adicional com a aquisição do cartão e nem limite mínimo de recarga. (Yahoo)

por

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA