Rússia entrega apoio humanitário à Síria

(REUTERS/ Ammar Abdullah)
(REUTERS/ Ammar Abdullah)
(REUTERS/ Ammar Abdullah)

Aviões de Ministério da Defesa russo transportaram para a Síria mais de 80 toneladas de bens essenciais para a criação de um campo de refugiados, de acordo com o porta-voz do Ministério da Defesa russo.

Na última terça-feira (8), a Bulgária confirmou oficialmente que havia encerrado o seu espaço aéreo para aviões russos com cargas humanitárias destinadas a Damasco.

Um dia antes, também foi divulgado que os EUA haviam pressionado a Grécia para proibir o trânsito de voos com ajuda humanitária da Rússia para o povo sírio.

Nesta quarta-feira (9) o porta-voz presidencial russo, Dmitry Peskov, declarou que Moscovo buscaria rotas alternativas para transportar a sua ajuda humanitária à Síria.

“Aviões militares de transporte An-124 ‘Ruslan’ de Ministério da Defesa russo levaram ajuda humanitária à República Árabe Síria. Eles voaram mais de 5.000 quilómetros sem escala, para transportar mais de 80 toneladas de bens essenciais, alimentos, colchões, cobertores, camas, fogões, cozinhas móveis, roupas de cama, cisternas de água e outros equipamentos para a criação de um acampamento”, disse o major-general Igor Konashenkov à agência de notícias russa RIA Novosti.

A carga será suficiente para equipar um acampamento que vai acolher cerca de 1.000 refugiados, que foram deslocados no país devido aos combates em curso, de acordo com o porta-voz russo.

Os aviões aterraram em uma base aérea na província Latakia, controlada pelas Forças Armadas do presidente sírio Bashar Assad. O governador de Latakia, que saudou a carga russa, agradeceu as autoridades pela sua ajuda à nação em crise.

A Síria passa por uma guerra civil desde 2011, com as forças do governo do presidente Assad combatendo vários grupos de oposição e grupos radicais islâmicos como a Frente Nusra e o Estado Islâmico.

A Rússia tem fornecido à Síria a ajuda humanitária e equipamentos militares para apoiar as autoridades legítimas do país. (Sputniknews)

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA