Roma Antiga talvez fosse muito maior do que se pensava

(euronews.com)
(euronews.com)
(euronews.com)

Descobertas arqueológicas recentes parecem indicar que Roma Antiga era muito maior do que se pensava inicialmente.

Durante as escavações, os cientistas descobriram uma residência retangular do século VI antes de Cristo.

Inicialmente, os arqueólogos pensavam que existia apenas um cemitério no local. Mas há vários elementos que provam que se trata de uma habitação privada.

“É uma habitação importante. Podemos deduzi-lo a partir dos materiais utilizados no início do século VI antes de Cristo. São vestígios de uma época arcaica muito raros em Roma.”

Os vestígios estão situados entre a via Veneto e a estação de comboios Termini, numa zona mais afastada do fórum romano e de várias construções públicas emblemáticas da civilização da Roma antiga.

“É uma habitação importante. Podemos deduzi-lo a partir dos materiais utilizados no início do século VI antes de Cristo. São vestígios de uma época arcaica muito raros em Roma”, frisou o arqueólogo italiano Francesco Prosperetti.

Apesar de se tratar de uma descoberta arqueológica importante, a área em questão pertence a proprietários privados. Não é certo que os vestígios possam ser mostrados ao público.

A civilização da chamada Roma Antiga nasceu no século VIII a.C. na Península Itálica, foi uma monarquia e uma república e tornou-se um dos maiores impérios do mundo antigo até ao colapso no século V.

A arquitetura da Roma antiga continua a influenciar o nosso dia-a-dia. Por exemplo, o cimento, que começou a ser usado na época da República de Roma, continua a ser um importante material de construção. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA