Reino do Huambo pode ser requalificado

HUAMBO: RESIDÊNCIAS EM CONSTRUÇÃO NA OMBALA MBALUNDU (Foto: Angop)

Huambo – As obras de requalificação do Reino do Huambo podem arrancar ainda no decurso deste ano, anunciou nesta quinta-feira o chefe do Departamento do Património Cultural da Direcção provincial da Cultura, João Afonso.

HUAMBO: RESIDÊNCIAS EM CONSTRUÇÃO NA OMBALA MBALUNDU (Foto: Angop)
HUAMBO: RESIDÊNCIAS EM CONSTRUÇÃO NA OMBALA MBALUNDU (Foto: Angop)

Em declarações à Angop, explicou que estão em curso trabalhos técnicos nos locais onde serão construídas as casas, por especialistas do Ministério da Cultura e do Urbanismo, o que anima as autoridades tradicionais.

Disse que está prevista a construção de 50 residências para a corte da Ombala de Samissasa, considerada a capital do poder tradicional do município do Huambo.

De igual modo, informou, 25 casas serão erguidas na região “Pedra da Quissala”, assim como o palácio do rei e outras áreas de apoio à corte.

No quadro do programa de requalificação dos reinos, de iniciativa do Presidente da República, está em curso a construção da Ombala Mbalundo, localizado na vila de Bailundo, 75 quilómetros a Norte da cidade do Huambo, com  35 residências, palácio do rei e outras dependências.

João Afonso garantiu que o programa vai abranger também os reinos Chiaka (município do Chinjenje), Chingolo (Caála) e Sambo (Chicala-Cholohanga). (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA