Reggie Moore vaticina ouro nos Jogos Africanos de Brazzaville

REGGIE MOORE (Foto: Angop)

Brazzaville – O extremo-poste Reggie Moore mostrou-se convicto de que após a segunda posição do Afrobasket2015, Angola tem a oportunidade de redimir-se e conquistar a medalha de ouro nos Jogos Africanos, cujo torneio de basquetebol inicia hoje no ginásio Makelekele, com Angola a defrontar o Egipto às 20h00.

REGGIE MOORE (Foto: Angop)
REGGIE MOORE (Foto: Angop)

Em entrevista terça-feira à Angop, após chegada à capital congolesa para se juntar ao grupo de trabalho, o angolano de origem norte-americana sublinhou, entretanto, que vencer não será tarefa fácil perante quase os mesmos adversários do Campeonato Africano de Radés (Tunísia), em que Angola perdeu na final com a Nigéria por 64-74.

De 33 anos de idade (1,98 cm de altura e 105 kg), o atleta do 1º de Agosto não se considera “um reforço de peso”, mas crê que a sua integração e dos colegas Edson Ndoniema, Hermenegildo Santos e Roberto Fortes (todos vice -campeões africanos) aumenta a possibilidade de chegar ao “ouro” perdido em Maputo2011.

Depois de ter ganho a edição de Argel, quatro anos depois, na capital moçambicana, o combinado nacional não foi além da medalha de bronze, com vitória sobre a Argélia, por 74-58.

Para estes jogos, que assinalam o cinquentenário do evento continental, os hendeca-campeões africanos iniciam a competição às 20 horas desta quarta-feira diante do Egipto, no pavilhão Makelekele, numa reedição do confronto dos quartos-de-final do Afrobasket2015 em que venceram por 83-63.

Além dos quatro reforços, o seleccionador nacional, Carlos Dinis, conta com os préstimos de Francisco Sousa, Gelson Domingos, Igídio Ventura, Gelson Vicente, Mohamed Malick Cissé, Hermenegildo Mbunga, Johne Pedro e André Miguel. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA