Putin não descarta ataques aéreos da Rússia na Síria

(AFP)
(AFP)
(AFP)

O presidente russo, Vladimir Putin, disse nesta segunda-feira na ONU que não descarta realizar ataques aéreos em apoio às forças do regime do presidente sírio, Bashar al-Assad, em sua luta contra rebeldes jihadistas.

“Estamos a pensar nisso. Não descartamos nada, mas, se agirmos, será apenas respeitando por completo as normas legais internacionais”, afirmou Putin, após reunir-se com o presidente americano, Barack Obama, na sede da ONU em Nova York.

Essas normas, acrescentou, exigem que os ataques sejam solicitados pelo governo local, ou autorizados por uma resolução do Conselho de Segurança da ONU – ao contrário dos que são realizados na Síria pela coligação liderada pelos EUA.

“Reflectimos sobre o modo de ajudar mais o Exército sírio”, completou.

Ele negou, contudo, o envio de tropas de combate à Síria.

“No que diz respeito às tropas terrestres, um envolvimento russo não pode ser tema de discussão”, ressaltou Putin, que falou em russo, em uma entrevista colectiva em Nova York.

Putin disse ainda que ele e Obama concordaram em continuar as conversas sobre como seus Exércitos podem se coordenar melhor para evitar incidentes no terreno. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA