PS acusa: Passos é um “misto de ligeireza e de mentira compulsiva”

(D.R)
(D.R)
(D.R)

O deputado Eduardo Cabrita exigiu “esclarecimentos urgente” tanto quanto às contas da Parvalorem como quanto os efeitos nas contas públicas de 2015 da não venda do Novo Banco.

O PS reagiu à história da alegada manipulação de números da Parvalorem para diminuir o défice de 2012 através do deputado Eduardo Cabrita, presidente da comissão parlamentar de Orçamento e Finanças. Pedro Passos Coellho revela mais uma vez “um misto de ligeireza e de mentira compulsiva”, afirmou o deputado, recandidato pelo círculo de Setúbal.

Para o PS, o caso da Parvalorem, bem como dados que revelam que o desemprego não diminuiu no verão e a notícia de que não haverá amortizações extra na dívida pública revelam que “não houve nenhuma mudança estrutural” na economia portuguesa e nas finanças públicas nos últimos quatro anos.

Cabrita exigiu “esclarecimentos urgente” tanto quanto às contas da Parvalorem (empresa pública que assumiu os ativos tóxicos do BPN depois deste ser nacionalizado) como quanto os efeitos nas contas públicas de 2015 da não venda do Novo Banco.

A meta para o défice deste ano de que o Governo fala é já só “uma miragem”, afirmou o deputado socialista.

Hoje a campanha de António Costa começará com um almoço-comício no centro de Setúbal. Inclui à tarde uma arruada no Barreiro e termina em Lisboa com um comício na FIL do Parque das Nações. (dn.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA