PRS prepara-se para próximos desafios eleitorais

Eduardo Kuangana, líder do PRS (AP)
Eduardo Kuangana, líder do PRS (AP)
Eduardo Kuangana, líder do PRS (AP)

O presidente do Partido Renovação Social (PRS), Eduardo Kwangana, apelou nesta sexta-feira, em Luanda, aos seus militantes a prepararem-se para os desafios eleitorais em 2017.

O político fez esse pronunciamento durante o II encontro metodológico da região norte de Angola, a decorrer de 25 a 26 deste mês, na capital do país, para abordar questões atinentes ao fortalecimento das bases do partido.

Disse que cada militante deve estar sempre atento e informado sobre os acontecimentos no país e no mundo, para que possa dar o seu contributo no desenvolvimento, primando pela união, compreensão e perdão.

“Devemos redobrar o esforço no trabalho político, com vista a cumprir com as promessas feitas ao eleitorado em 2012. Devemos estar mais próximos da população, saber o que necessita e o que pretende, pois só assim poderemos ter uma ideia do que devemos fazer antes das próximas eleições”, sublinhou o presidente do PRS.

Aconselhou os militantes do partido a apostarem na formação académica e profissional, por serem aspectos importantes para que possam, no futuro, ter acesso ao mercado de emprego.

Salientou que a população angolana é composta em grande parte por jovens, por isso, os militantes têm que exercer o seu verdadeiro papel em vários domínios, uma vez que o país continua a crescer e precisa de pessoas formadas e capacitadas para responderem as exigências.

Disse que o PRS sempre primou pela formação e o bem-estar de todos angolanos e tem trabalhado afincadamente com os seus representantes provinciais para inteirar-se das preocupações que afligem a sociedade.

Consta ainda dos subtemas, enquadramento histórico, tipologias, vantagens, mitos-receios sobre o federalismo em Angola, semelhanças com autarquias locais, modelo federativo proposto pelo PRS e características específicas, o poder local vs autarquias locais, bem como o contributo da juventude no crescimento do partido.

O certame com duração de dois dias passará também em revista o plano nacional indicativo de acções internas a serem desenvolvidas pelas estruturas centrais, intermédias e de base do partido.

A extensão das estruturas centrais, intermédias e de base do partido face ao processo eleitoral nos domínios da organização e funcionamento das estruturas, extensão das estruturas do partido, actuação dos agentes do partido nos diversos níveis, serão também outros pontos em análise.

Para além dos membros do PRS, participaram do encontro representantes dos partidos políticos da UNITA, CASA-CE e FNLA. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA