Prioridade à juventude na entrega de moradias

Casas entregues aos jovens (Foto: Angop)

As administrações municipais da província do Cuanza Sul foram aconselhadas a cooperar com os Conselhos da Juventude para assegurar os 30 por cento de prioridade na entrega de habitações sociais construídas no âmbito do programa dos 200 fogos em cada município.

Casas entregues aos jovens (Foto: Angop)
Casas entregues aos jovens (Foto: Angop)

A orientação resulta das recomendações saídas da terceira sessão ordinária do Conselho de Auscultação e Concertação Social (CACS), orientada pelo governador do Cuanza Sul, Eusébio de Brito Teixeira, que foi informado sobre a conclusão das habitações construídas nos 12 municípios da província, que aguardam por apetrechamento e comercialização.

No encontro foi analisado também o andamento das obras de requalificação da cidade do Sumbe, a cargo da Odebrecht, tendo os membros do Conselho considerado oportunas as informações prestadas pelo responsável da empreitada.

Durante o encontro foram apreciadas ainda as propostas de distribuição de terrenos às populações dos municípios do Sumbe e da Cela, e foi recomendado a continuidade do cadastramento das famílias que vivem em zonas de risco.

O projecto de gestão urbanístico, a cargo da empresa Horizonte Global, cujo objectivo é a melhoria das cidades e vilas, também mereceu a atenção dos membros do Conselho, além do programa comemorativo dos 40 anos da Independência Nacional.

O governador sublinhou que o efeito da baixa do preço do petróleo no mercado internacional remete a todos os habitantes da província a redobrarem os esforços na produção interna para à carência de alimentos. Eusébio de Brito referiu que a região possui enormes recursos hídricos e solos aráveis que permitem alavancar a produção agro-pecuária. (jornaldeangola.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA