Portas defende que subida de desemprego acontece “com alguma frequência” em Agosto

(Negocios)
(Negocios)
(Negocios)

A taxa de desemprego subiu em Agosto face a Julho. Portas diz que acontece “com alguma frequência”. A mesma taxa caiu em relação ao ano anterior. “Um número francamente bom”, elogia o vice-primeiro-ministro.

O vice-primeiro-ministro considera que a subida da taxa de desemprego em Agosto é normal. E diz que a comparação da taxa com o ano passado é “boa”.

“Relativamente ao mês anterior, [a taxa de desemprego] é mais uma décima, o que, com alguma frequência, sucede em Agosto”, disse Paulo Portas em respostas aos jornalistas esta terça-feira, 29 de Setembro, num dia em que, ao lado de Passos Coelho, está em campanha em Coimbra pelo PSD e CDS.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatísticas, a taxa de desemprego ficou em 12,4% em Agosto, mais uma décima do que o registado no mês anterior. Esta subida, com base numa estimativa provisória do INE que ainda carece de confirmação, é a primeira dos últimos seis meses.

Portas referiu que, “mesmo depois” do resgate financeiro e da recessão, conseguiu que o número de desempregados registados fosse de “dezenas de milhar” mais baixo do que quando entrou em funções.

Em relação a Agosto de 2014, a taxa de desemprego verificou uma quebra de 1,2 pontos percentuais. “O número é francamente bom comparado com o ano passado”, disse Paulo Portas. “Há menos 67 mil portugueses no desemprego”.

Nas declarações aos jornalistas, em plena semana de campanha eleitoral, Paulo Portas quis também falar sobre outro indicador: “O clima de confiança dos consumidores atingiu o máximo histórico desde 2001. Há 14 anos e dois meses que os consumidores não tinham uma confiança tão elevada”.

A confiança dos consumidores, em Setembro, foi a mais elevada desde Junho de 2001, tal como nos serviços. Contudo, a indústria e o comércio estão em queda. (jornaldenegocios.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA