Polidesportivo: IX campeonatos do Exército fortaleceram disciplina militar – general Nunda

Geraldo Sachipengo Nunda - Chefe do Estado-Maior General das FAA (Foto: Lucas Neto)
Geraldo Sachipengo Nunda - Chefe do Estado-Maior General das FAA (Foto: Lucas Neto)
Geraldo Sachipengo Nunda – Chefe do Estado-Maior General das FAA (Foto: Lucas Neto)

Os IX jogos desportivos do Exército, disputados de 15 de Agosto a 12 do mês em curso nas províncias do Huambo e Benguela, contribuíram para o fortalecimento da disciplina militar, do espírito de camaradagem e de solidariedade entre o efectivo.

A afirmação é do chefe do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), general de Exército Geraldo Sachipengo Nunda, quando discursava, sábado, no encerramento destes jogos, conquistados pelo comando do Estado-Maior do Exército.

Segundo ele, a disciplina militar constitui a alma de um Exército, por tornar grande os pequenos contingentes, proporcionar êxito aos fracos e ser a estima de toda a gente, motivo pelo qual os IX jogos desportivos deste ramo, para além de serem uma antecâmara para a participação condigna nos próximos campeonatos das FAA, elevaram também a condição física e patriótica das tropas.

Por isso, Geraldo Sachipengo Nunda disse ser fundamental que se continue a promover o desporto no seio das tropas, de modo a elevar o seu desenvolvimento humano e social, não apenas como uma actividade recreativa ou de competição, mas, sobretudo, como vector indispensável para educação integral do efectivo, salvaguardado, deste modo, a dinamização das potencialidades especificas das FAA.

Estas potencialidades, segundo o general de Exército, têm a ver com o nível de infra-estruturas para a prática desportiva, descoberta e formação de novos valores para sociedade, com vista a desenvolver e a manter os níveis de preparação física dos militares, tendo em conta o fomento do seu bem-estar físico e espiritual, cultivando ainda a camaradagem, o espírito de equipa e a disciplina militar.

Referiu que os IX jogos desportivos militar do Exército realizaram-se numa altura em que decorrem, em todo país, as jornadas comemorativas por mais um aniversário do Fundador da Nação, António Agostinho Neto (17 de Setembro), bem como dos 40 anos da Independência Nacional, que se assinalam a 11 de Novembro, devendo, por este motivo, cada um reflectir profundamente em torno das efemérides.

Geraldo Sachipengo Nunda salientou que com a realização deste evento, o Exército Nacional acaba de cumprir mais uma das componentes, centrada na elevação da prontidão combativa, no âmbito da directiva de preparação combativa e educativa-patriótica para o ano 2015/2016.

O responsável militar felicitou o Comando do Exército pela organização do evento na Região Militar Centro, concretamente nas províncias do Huambo e Benguela, que apesar das dificuldades financeiras soube utilizar devidamente os poucos recursos disponíveis, buscando infra-estruturas já existentes, de acordo com a orientação do Presidente da República e Comandante-em-Chefe das FAA, José Eduardo dos Santos.

“Aproveito a oportunidade para estender um forte abraço a todos os atletas que em nome do Exército, desfilaram com habilidades nas mais diversas modalidades desportivas, que constituem uma importante fonte de inspiração para todos que nela participaram e daqueles que, por forças de outras missões, não participaram directamente neste evento que serviu para buscar os valores culturais deixados pelos ancestrais”, enfatizou, agradecendo os governos províncias do Huambo e de Benguela pelo apoio prestado. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA