Passos: “Não se esfola um coelho antes de se o caçar”

(D.R)
(D.R)
(D.R)

Os líderes da coligação visitaram esta manhã o parque industrial do Barreiro e os terrenos previstos para o futuro terminal de contentores, um projeto que não está no programa eleitoral.

O provérbio usado pelo presidente do PSD – “Não se esfola um coelho antes de se o caçar” – foi utilizado para responder a uma pergunta sobre quem seria ministro das Finanças caso a coligação ganhasse as eleições. Mas servia que nem uma luva ao processo de construção do novo terminal de contentores, no Barreiro. “Na minha cabeça isso está bem pensado, mas esta não é altura de pensar na composição do Governo. Primeiro tenho de ganhar as eleições”, respondeu Passos Coelho sobre quem seria o titular da pasta das Finanças, com atual Ministra, Maria Luis Albuquerque, cabeça de lista por Setúbal, a seu lado.

O objetivo desta ação de campanha era salientar a importância do investimento numa nova infrestrura para atracarem os navios de contentores. Na comitiva, além de Maria Luís, estava Paulo Portas, e Marina Ferreira, a presidente da Administração do Porto de Lisboa. Este projeto, que começou a ser pensado em 2013, está agora na fase do estudo de impacto ambiental, sem o qual, como sublinhou Passos, não se abrirá o concurso publico internacional para o terminal.

Segundo Maria Ferreira, os “há muitos investidores interessados e estão a fazer alguma pressão para o processo avançar, mas não se abrirá o concurso sem primeiro perceber que medidas de proteção ambiental é preciso ter garantidas”. É por isso também, explicou depois Pedro Passos Coelho, que este projeto não está no programa eleitoral da coligação. “Só depois dos estudos confirmarem a sua viabilidade ambiental e económica”. (D.N)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA