Passos e Costa fogem aos programas e prometem baixar portagens

(Foto: Rafael Marchante/Reuters)
(Foto: Rafael Marchante/Reuters)
(Foto: Rafael Marchante/Reuters)

Governo tem plano que permitiria a utentes de auto-estradas poupança de 47 milhões por ano. PS defende corte de, pelo menos, 30% no Algarve.

O interior trouxe promessas que não constam dos programas: baixar as portagens. Depois de há três dias, na Guarda, Passos Coelho ter prometido que estava em condições de baixar “muito rapidamente” estas tarifas no interior e Algarve, ontem foi a vez de António Costa, na Covilhã, prometer melhorar as “condições de acessibilidade” nestas regiões. O DN sabe que o plano desenhado pelo governo pretende poupar aos utentes mais de 47 milhões de euros por ano em portagens.

Ontem, o secretário-geral do PS não fez a promessa de uma forma tão taxativa como o primeiro-ministro, mas admitiu a vontade de baixar as portagens. António Costa alertou para a necessidade de “fazer a reavaliação das obrigações que o Estado assumiu” e isto “de forma a permitir, quer nas regiões do interior quer nas regiões fronteiriças e ainda em zonas de particular afluxo turístico, como é o caso da Via do Infante [Algarve], eliminar e criar condições para que se possam criar melhores condições de acessibilidade”. (DN)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA