Passos Coelho evita entrevistas

(D.R)
(D.R)
(D.R)

O primeiro-ministro recusou o convite para “Isso é tudo muito bonito, mas”, o programa dos Gato Fedorento na TVI. Não aparece em cartazes e dá poucas entrevistas. Não vai sequer à RTP

Até agora Passos Coelho ainda não apareceu num único outdoor da coligação e está a limitar as entrevistas (e aparições mediáticas) que fará até 4 de outubro. O primeiro-ministro é, aliás, o único líder dos partidos com assento parlamentar que não aceitou o convite dos três membros dos Gato Fedorento que voltam a “esmiuçar” as eleições no programa da TVI Isso é tudo muito bonito, mas.

António Costa, Paulo Portas, Jerónimo de Sousa e Catarina Martins vão participar no programa sobre as eleições que os Gato Fedorento emitirão na TVI a partir de dia 14. Passos, ao contrário de 2009, recusou. “Foi feito o convite e repetido. Mas sempre dissemos que não, não há agenda”, afirmou ao DN um colaborador do líder do PSD.

Também as entrevistas têm sido muito limitadas. Na RTP as coisas parecem estar complicadas para obter uma entrevista com Passos Coelho. Dos cinco líderes dos partidos com assento parlamentar foi o único que não agendou a sua. Não marcando, seria inédito, no quadro nacional ou mesmo europeu: uma campanha eleitoral sem uma entrevista na TV do serviço público com o recandidato a primeiro-ministro. (dn.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA