Passos alega que há interesse em encontrar notícias incómodas para o Governo

(D.R)
(D.R)
(D.R)

“Não faço processos de intenção. Não. Estou a dizer que é natural, é da campanha”, argumento o primeiro-ministro.

O presidente do PSD e primeiro-ministro negou esta terça-feira que tenha havido ocultação de prejuízos do BPN no défice e alegou que com o avançar da campanha eleitoral há interesse em encontrar notícias incómodas para o Governo.

Em declarações aos jornalistas a propósito da notícia da Antena 1, à margem de uma ação de campanha da coligação PSD/CDS-PP em Cantanhede, no distrito de Coimbra, Pedro Passos Coelho afirmou: “À medida que a campanha vai avançando, há um certo interesse em poder encontrar coisas que podem eventualmente ser incómodas, nomeadamente para o Governo”.

Questionado sobre quem é que tem esse interesse, o presidente do PSD respondeu: “Não faço processos de intenção. Não. Estou a dizer que é natural, é da campanha. Desta vez até veio de um jornalista da Antena 1 que fez um trabalho de investigação. Por que é que ele acabou por ter tanto interesse e [o assunto] ser colocado como ocultação de prejuízos que não existiram? Porquê?”. (dn.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA