PAIGC comemora 59 anos da sua fundação

Domingos Simões Pereira, Presidente do PAIGC, da Guiné-Bissau (facebook.com/dsimoespereira.paigc)
Domingos Simões Pereira, Presidente do PAIGC, da Guiné-Bissau (facebook.com/dsimoespereira.paigc)
Domingos Simões Pereira, Presidente do PAIGC, da Guiné-Bissau
(facebook.com/dsimoespereira.paigc)

PAIGC, comemorou, este sábado, 19 de Setembro, os seus 59 anos, de existência, com o seu líder, Domingos, Simões Pereira, a denunciar intrigas e calúnia, que estiveram na origem, da queda do seu governo.

O PAIGC, comemorou, hoje, 19 de Setembro, os 59 anos da sua fundação durante um evento político, em Bissau, com o seu Presidente, Domingos Simões Pereira, a disferir um forte ataque aos seus camaradas, no seu discurso, para assinalar esse marco histórico.

Segundo, Domingos Simões Pereira, foram camaradas do PAIGC que recorreram à intriga e à calúnia para ajudar a deitar abaixo o seu governo, referência à sua demissão de Primeiro-ministro, feita pelo Presidente, José Mário Vaz, a 12 de Agosto,  do ano em curso, de 2015.

Em 12 meses de governação o país já estava finalmente a entrar no rumo certo, sublinhou, Domingos Simões Pereira, com bons indicadores em todos os aspectos, mas, jogadas obscuras no seio do próprio PAIGC permitiram que todo esse trabalho, fosse posto em causa, com o derrube do derrube do governo.

Mas, nesse meio tempo, o Presidente, José Mário Vaz, nomeou, a 20 de Agosto, como primeiro-ministro, Baciro Djá, que não foi aceito pelo PAIGC, e chumbado, pelo Supremo Tribunal.

José Mário Vaz, aconselhado pela comunidade internacional, e por elementos do próprio PAIGC, teve que demitir Baciro Djá, e depois de intensas negociações, nomeou, a 17 de Agosto, Carlos Correira, veterano da luta de libertação, como novo primeiro-ministro.

Aliás, nas comemorações dos 59 anos da fundação do PAIGC, o seu líder, Domingos Simões Pereira, começou, por felicitar, no seu discurso, Carlos Correia, nestes termos:

“Antes do meu pronunciamento, sobre a data e o propósito que hoje aqui nos reúne, permitam que use desta oportunidade e ocasião para cumprimentar o Camarada Carlos Correira e saudar a sua nomeação no cargo de Primeiro-ministro da Guiné Bissau”. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA